O joalheiro, também conhecido como ourives, é um profissional que se dedica à arte de construir e desenvolver jóias, assim como de consertá-las e vendê-las. Embora corresponda a uma profissão relativamente desconhecida ou mesmo esquecida, ele exerce um importante papel que está relacionado ao mundo da moda.

O trabalho prestado por esse profissional pode ser encarado como uma espécie de mágica, pois ele transforma e combina elementos de forma a chegar em um resultado final que corresponde a um projeto previamente elaborado.

Confira agora mesmo tudo sobre essa profissão, quais as atividades do ourives e características da sua carreira.

 

Designer de joias e ourives são a mesma profissão? Saiba aqui!

Joalheiro: Quem é esse profissional?

Ele é o profissional que presta serviços às relojoarias, joalherias e também com fábricas de jóias, semi-jóias e até mesmo bijuterias. Esse trabalhador conhece inúmeras técnicas que lhe permite manipular materiais para criar novas peças ou para consertá-las e alterá-las.

O ourives possui inúmeras funções e é possível distingui-lo dos demais empregados que prestam serviços de joalheria de maneira fácil.

De forma geral é possível afirmar que o joalheiro é o profissional responsável pela execução de peças. Elas, por sua vez, podem ou não ser da autoria do ourives, sendo que na maioria das vezes eles apenas as constroem ou alteram, executando a mão-de-obra em si.

Isso porque existem diversos outros trabalhadores que prestam serviços na área, como o design de jóias, responsável por desenhar peças que serão executadas pelo ourives, além de outros como polidores, etc.

Atividades do ourives

Conforme citado acima, o profissional ourives e joalheiro é responsável pela confecção, conserto, modificação e transformação de jóias. Além disso, ele também pode se dedicar a vendê-las, assim como operar no ramo de semijoias e bijuterias.

Ele possui um profundo conhecimento sobre os procedimentos químicos e físicos realizados para o desenvolvimento de peças a serem comercializados. Dessa maneira é capaz de confeccioná-los em segurança e com precisão.

Outro ponto interessante é que ele pode acumular os conhecimentos e atividades de design de jóias; quando isso ocorre ele não só desenvolve as jóias, mas também as desenha e projeta.

Mercado de trabalho para joalheiro é atrativo

É verdade que o mercado de trabalho de joalheiro ainda é relativamente desconhecido. Também, essa profissão muitas vezes possui caráter familiar devido aos trabalhos artesanais que exige e que costumam ser repassados nos lares, de pais para filhos.

Contudo, muitas pessoas o consideram defasado ou algo limitado ao passado, o que é fruto de puro desconhecimento e ignorância. Afinal, o aspecto artesanal e manual do trabalho do ourives somente o torna mais especial e escasso.

joalheiro

Nesse viés, tem-se que os mercados de jóias (e semi-jóias, bijuterias e acessórios no geral) somente tendem a crescer e sempre precisarão de profissionais especializados. Ao mesmo tempo, a ausência de número suficiente de joalheiros no mercado permite que quem se dedica a essa arte encontre colocação profissional sem grandes percalços.

Quem pode se tornar um joalheiro?

São oferecidos diversos cursos técnicos, presenciais ou à distância, pra quem quer se desenvolver na arte joalheira. Neles são oferecidos conhecimentos teóricos e práticos, bem como apontadas as normas de confiança e o uso correto dos instrumentos.

Embora muitas pessoas acabam aprendendo o labor do joalheiro como de forma hereditária, a especialização na área auxilia na melhoria dos serviços, modernização das técnicas e materiais. Portanto, torna-se crucial para o aprendiz de ourives.

Quais são as habilidades que um joalheiro deve ter?

O trabalho realizado pelo ourives envolve concentração, cuidado e paciência. Igualmente, necessita de precisão, delicadeza e habilidades manuais e artísticas. Todo o procedimento colocado em prática possui grau alto de dificuldade e é por isso que merece e precisa de toda a atenção possível, abstraindo-se de eventuais distrações.

Outro ponto importante para um bom joalheiro é a criatividade na criação de peças, pois ele não se limita apenas à execução de projetos (apesar dessa atividade ser mais comum), mas também atua na própria criação de conceitos de peças, desenhos de modelos e os traz ao mundo real.

Diante disso, conclui-se que um bom joalheiro exige, igualmente, mente aberta e sensibilidade artística. É dessa maneira que ele será capaz de imaginar formatos e designs diversificados e até mesmo colocar em prática um projeto, seja próprio ou originado por terceiro.

O gosto pelo trabalho manual também é um diferencial que um bom joalheiro deve ter, bem como a capacidade de apresentar soluções diversas para um mesmo problema, como no caso de necessidade de conserto de alguma peça.

O tino artístico, a capacidade de colocar projetos em execução, a possibilidade de reconhecer eventuais problemas e promover adaptações da peça são apenas alguns dos requisitos básicos de um bom ourives.

Assim, caso você tenha se interessado pela profissão e possui tais habilidades, não deixe de considerar a profissão de joalheiro como uma opção! Com ela é possível fazer arte ao mesmo tempo em que execuções manuais são promovidas.

Categorias: Joalheiro